quarta-feira, 8 de agosto de 2018

Toca o telefone a toda a hora...toca...toca...

Já há algum tempo que surgem queixas de demoras de atendimento no número nacional de emergência. 
Se nas redes sociais o assunto já era viral, na comunicação social ainda não tinha tido a repercussão devida.


Segundo vários órgãos de comunicação social, no passado domingo 173 chamadas para a linha de emergência ficaram por atender.
Segundo o jornal "i" no centro operacional do Sul do 112, que serve os distritos entre Santarém e Faro, dos 30 efetivos da PSP e 12 da GNR que servem neste centro, um quarto está de baixa médica e alguns de férias...
Parece mesmo que em algumas destas madrugadas estavam escalados 3 ou 4 elementos...
Ou seja, num turno de 8 horas, cada elemento atenderia entre 700 a 900 chamadas de emergência! 


Depois de ler estas notícias até estava a  ficar preocupado, no entanto e para alívio geral, a Direção Nacional da PSP veio negar o caos no centro Sul do 112!
Afinal nem tudo está mal neste país, o que aconteceu na realidade foi que as 173 pessoas que ligaram para o 112 desligaram a chamada antes de ser atendida...
Desligar uma chamada de emergência ao fim de 20 minutos...raio de pessoas...vê-se logo que nunca ligaram para uma das linhas de apoio ao cliente de operadoras de telefone ou televisão...

Sem comentários:

Enviar um comentário