sexta-feira, 3 de agosto de 2018

Títulos? Aqui não!

Quem nunca chegou à sua caixa de correio e a encontrou cheia de folhetos? De hipermercados, de lojas de eletrodomésticos, de cruzeiros no Douro em que vendem trens de cozinha ou colchões e até mesmo de folhetos do sentinela a falar sobre o fim do mundo e a salvação dos que não colocam o folheto para reciclar imediatamente!


Este tema não é de hoje, mas continua sempre atual. 
A Lei 6/99 regula a publicidade domiciliária por via postal, por distribuição direta ou por telecópia...
É por causa desta Lei que vemos em muitas caixas de correio, talvez até na de alguns de nós, o autocolante da imagem. O objetivo é evitar que os funcionários dos CTT ou de outras empresas depositem folhetos não endereçados na nossa caixa postal.
Mas esta Lei de 1999 não se aplica à publicidade distribuída por correio eletrónico. 
E todos sabemos que nos dias que correm, este é o meio por onde se recebe mais publicidade, e por isso todos os servidores de e-mail têm o chamado "SPAM" ( Sending and Posting Advertisement in Mass) ou seja, enviar ou postar publicidade em massa.
Na maioria dos casos é uma ferramenta bastante eficaz, e, se alguma vez falhar o objetivo num e-mail ou outro, basta classificar o mesmo como SPAM para que na próxima receção o mesmo vai direitinho para a pasta dos indesejados.
Bruno Miguel Azevedo Gaspar de Carvalho é um cidadão como tantos outros.


Na sua caixa de e-mail Bruno recebe como toda a gente publicidade a artigos de desporto, a pacotes de férias, restaurantes, sites de compras...
Além de tudo isso Bruno recebe muita publicidade do Sporting Clube Portugal, tal como notificações, notas de culpa, suspensões e outras coisas...e farto do departamento de marketing do clube, resolveu adicionar o domínio "sporting.pt" à lista de SPAM.
Até imagino a caixa de correio de Bruno na entrada do seu prédio: "publicidade aqui não", "contas aqui não", "penhoras aqui não", "correio registado aqui não" "títulos aqui não"...


Sem comentários:

Enviar um comentário