sábado, 4 de agosto de 2018

Caso de Polícia?

Estes últimos tempos têm sido marcados na atualidade nacional pelo calor e pelo chamado "caso Robles".
A propósito de um negócio de compra e venda de um imóvel em Alfama, o tema da especulação imobiliária voltou à ordem do dia...pela mão de um dos que publicamente condenava esses negócios por mais transparentes que fossem.
Mas o caso que evolve o agora ex-vereador Ricardo Robles não teve o condão de suscitar apenas reações políticas...


A vereadora, em regime de substituição, Sofia Vala Rocha (PSD) utilizou o Twitter para reagir ao caso...
Segundo a mesma, o rapaz que apenas vestia camisolas da "Quechua" afinal era um milionário...
À primeira vista pode parecer quase uma piada sobre o assunto, ou até mesmo uma forma mais leve de encarar o tema.
A sociedade portuguesa tem-se habituado à complacência do sistema judicial perante este tipo de negociatas que envolve grande parte da nossa classe política, atuando quase sempre tarde, numa altura em que a prova já é quase inexistente ou mesmo que se consiga apurar algo em concreto, os lucros astronómicos conseguidos já se encontram depositados em fundos e outros instrumentos que impedem a sua recuperação/restituição.
E o "caso Robles" apesar de toda a legalidade apregoada, será ou não um caso de polícia? 



Sim, o "caso Robles" é um caso em que urge a intervenção de Nuno Tiago, o "Polícia da Moda", porque caso não se tomem medidas concretas contra este tipo de casos, corremos o risco de um dia destes vermos Paulo Portas a fazer o seu comentário semanal na TVI vestido de pólo e calça de sarja comprados na "Lefties"...


Sem comentários:

Enviar um comentário