quarta-feira, 14 de março de 2018

Tão British...

Normalmente olhamos para a Casa Real de Inglaterra como a imagem do rigor protocolar.
Associámos também  aos ingleses a pontualidade e alguma frieza em que tudo é feito de forma calculada e milimétrica!
Mas também não deixa de ser verdade que os britânicos também são vistos por muitos como o típico turista que visita o Algarve e se encharca em cerveja desde o início da manhã até altas horas da noite!
E talvez essa irreverência e rebeldia tenha sido a herança genética mais transmitida à mais ilustre das ex-colónias britânicas : os Estados Unidos da América! 
Normalmente vemos a irreverência associada á evolução de gerações, mas às vezes os filhos são bem mais recatados que os pais...
E nem tudo o que parece, é!


A semana passada uma empresa norte-americana lançou umas cuecas especialmente direcionadas para o sexo oral!
Alegadamente previne algumas doenças sem limitar nenhum dos objetivos dos amantes!
Talvez os mais distraídos pensem que isto é uma coisa muito para a frente, mas não passa de mais um caso de um filho, Estados Unidos, que apesar de bastardo e mais rebelde que os pais, Inglaterra, se revela em muitas coisas mais retrogrado do que os progenitores!



Catarina de Bragança nasceu em Vila Viçosa a 25 de Novembro de 1638, filha de D. João IV, Rei de Portugal.
Mas Catarina de Bragança marcou para sempre e Corte e a sociedade Britânica, no papel de esposa de Carlos II de Inglaterra.
Esta ilustre portuguesa introduziu em Inglaterra um hábito que hoje todo o mundo toma por inglês: o "Chá das Cinco"!
Além disso levou à Corte um pouco de civilização: o uso de talheres durante as refeições, é que até aí os ingleses comiam e levavam os alimentos à boca com as mãos...
Afinal aquilo que muitos de nós achamos tão "british" é bem mais luso do que parece...
Mas que mais me espanta no meio disto tudo é que, quatro séculos depois, a mais ilustre das ex-colónias britânicas tente relançar o hábito de comer com os dedos e ainda por cima lamber o prato...

Sem comentários:

Enviar um comentário