segunda-feira, 5 de março de 2018

Inspiração em Deus?

A noite de ontem ficou marcada a nível televisivo pelo Festival RTP da Canção.
O concurso que decorre na televisão pública desde 1964, voltou na edição deste ano a ser o programa de referência da televisão pública, como acontecia  nas primeiras décadas em que se realizou o certame. E tudo isto graças à vitória de Salvador Sobral na edição do ano passado da Eurovisão!
Mas festival sem polémica não é festival...
E este ano a polémica surgiu à volta de um dos favoritos à vitória: Diogo Piçarra!


A banalização das redes sociais permitiu a quase toda a gente ter opinião sobre quase tudo, e poucos minutos após a atuação de Diogo Piçarra na semi final do Festival RTP da Canção surgiu a bomba na internet: a música levada a concurso era supostamente plagiada de uma música da Igreja Universal do Reino de Deus...
Muito se tem falado de plágio no mundo da música portuguesa, mas a cópia de obras ou de ideias normalmente traz mais publicidade a quem se apropria indevidamente  do que àquele que foi plagiado.
E se o titulo de rei do plágio começa a ter vários candidatos, o prémio de vítima vai direitinho para a IURD.
E se alguns pensam que da IURD se copiam apenas as músicas outros já se aperceberam que não.


Em Janeiro Edir Macedo decretou um jejum de notícias aos fieis da IURD...


Em Fevereiro Bruno de Carvalho decretou também um jejum aos adeptos do Sporting...
Mas será isto plágio ou inspiração em Deus? 

Sem comentários:

Enviar um comentário