domingo, 7 de janeiro de 2018

Mobilidade Partilhada

Cada dia que passa o trânsito nas grandes cidades torna-se mais caótico, com todos os inconvenientes que isso acarreta em tempo desperdiçado em deslocações, a nível ambiental, a nível de custos económicos e até em relação ao stress gerado.
Torna-se difícil enfrentar um dia de trabalho na plenitude das nossas capacidades quando a manhã inicia com mais de uma hora ao volante num pára-arranca infernal.
Em muitos casos a utilização de transportes públicos pode suprir muitos destes inconvenientes, no entanto não é a solução perfeita: redes de transportes com cobertura deficiente, sobrelotação e horários incompatíveis podem deitar por água abaixo uma alternativa ao uso de carro próprio! 


E se a solução for a partilha? 
Pois é, a partilha do meio de transporte pode ser uma solução para no futuro termos as grandes cidade com menos carros, menos poluição e pessoas com mais qualidade de vida!
Pode parecer complicado mas não é, basta pensarmos que a boleia é o exemplo mais antigo de mobilidade partilhada. Com a crise e com o aumento dos custos do transporte individual começaram a crescer nas redes sociais grupos com o objetivo de partilhar um carro em determinados percursos, por exemplo um grupo de professores que semanalmente façam a viagem Porto-Lisboa, em vez de 4 automóveis usam apenas 1! Repartem as despesas e todos ganham!
E já imaginou partilhar a sua deslocação de táxi com um desconhecido? Pois a "mytaxi" faz isso, com vantagens para a empresa e para clientes!
Surgem agora novas formas de "sharing" de carros, scooters e bicicletas. O utilizador recolhe o veículo pretendido, utiliza-o e deixa-o estacionado onde terminar o seu trajeto. Com recurso a uma aplicação no telemóvel o cliente registado sabe onde tem os veículos disponíveis, faz o pagamento e controla os custos. Simples, não é? 
A ideia inovadora é tão atrativa que em tempo de campanha eleitoral muitos políticos mostram-se acérrimos defensores da mesma. E se estamos habituados a políticos que  vendem aquilo que na prática não fazem, verão que desta vez não é bem assim...


Alguns governantes, deputados e autarcas foram a França ver o Euro 2016 partilhando o mesmo avião...
Alguns deputados e autarcas foram à China ver uns telemóveis partilhando o mesmo avião...
Alguns autarcas foram a Seatle ver uns computadores partilhando o mesmo avião...
mesmo com convicções politicas diferentes, todos eles foram capazes de ultrapassar as diferenças e aderiram à mobilidade partilhada!
Desta vez é caso para dizer : "Bem prega Frei Tomás, olha para o que ele diz e para o que ele faz!"

Sem comentários:

Enviar um comentário