domingo, 7 de janeiro de 2018

Haverá esperança?




Cada vez mais a vida em sociedade passou a ser guiada pelo egocentrismo. 
O culto do "eu", a prevalência do ter sobre o ser coloca mesmo em risco o conceito de sociedade.
Organizamos os nossos grupos de amizade pelo telemóvel, tablet ou carro que cada um possui e não pelo que cada um dos nossos amigos pode fazer por nós ou pelo que nós podemos fazer por cada um deles.
A amizade deixou em muitos casos de existir sendo substituída pelo interesse, sendo que esse falso sentimento desaparece no preciso momento em que a outra parte nos deixa de ser útil no imediato.
Inúmeros são os casos em que o melhor amigo é o chefe de trabalho, muda o chefe muda o melhor amigo! 
Mas este tipo de comportamento será de hoje?


Pode ler-se na Bíblia que na última ceia Jesus disse a Pedro, aquele em quem mais confiava, que antes que o galo cantasse ao amanhecer, Pedro o negaria três vezes...e quando Jesus foi preso Pedro negou que o conhecia...
Mas quando menos esperamos, a realidade surpreende-nos e devolve-nos a esperança nos sentimentos sinceros.



Hoje vários órgãos de comunicação social fazem eco da decisão do Ministério Público arrestar três apartamentos em Lisboa  a Carlos Santos Silva e uma herdade em Montemor-o-Novo a Sofia Mesquita Carvalho Fava!
Num momento destes, muitos esqueceriam a amizade, mas José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa não esqueceu os amigos. 
Os visados permaneceram em silêncio, talvez toldados pela emoção da perda, no entanto José não os negou e ao contrário de Pedro não calou a sua indignação por ter tido conhecimento de tão vil ação do Ministério Público pelos jornais...

Sem comentários:

Enviar um comentário