segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Haja fé!

Diz-se que a fé move montanhas, uma vez que para realizar alguma coisa temos que acreditar que somos capazes da tarefa!
Segundo o Evangelho quando Jesus caminhou sobre as águas, chamou a si Pedro e este quando começou a caminhar sobre a água, teve medo e começou a afundar-se. Jesus questionou-o porque havia ele duvidado, dizendo mesmo que era um homem de pouca fé!
Mas nós portugueses sempre fomos um povo de fé...



A propósito da seca de 2012, a Ministra da Agricultura, Assunção Cristas, tinha fé que chovesse em breve. De falta de coerência não a podemos acusar...se há coisa que faz falta ao eucalipto é água!


Em 2015 nas cheias que assolaram Albufeira, Calvão da Silva, Ministro da Administração Interna, dizia que Deus nem sempre é amigo...nem sempre, mas nós temos fé que chova...com moderação, claro!


Agora, e a propósito da seca que se prolonga, D. Manuel Clemente, Cardeal-patriarca de Lisboa, propõe que se façam orações pela chuva!
Somos um povo de fé, mas dizia S. Tiago : "Poderá até dizer-se que tu tens a fé e eu tenho as obras. Mostra-me então a tua fé sem obras! Porque dou prova da minha fé através das minhas obras."
Pois é... dizer que se acredita mas não o demonstrar de que valerá?

De nada valerá rezar pela chuva se formos para igreja sem levar guarda chuva! Se acreditámos no que pedimos em oração, temos que ser os primeiros a demonstrar a nossa fé! 

Sem comentários:

Enviar um comentário