domingo, 7 de janeiro de 2018

Há falhas e falhas...

Costuma-se dizer que errar é humano, por sermos seres falíveis há sempre a possibilidade de alguma coisa falhar.
No entanto há falhas que podem ser evitadas.
Hoje, dia 26 de Setembro assinala-se o dia Mundial da Contraceção. Hoje em dia os métodos para matar as cegonhas são imensos, mas nem sempre foi assim. 
Os diversos métodos existentes permitem hoje em dia ao homem e principalmente à mulher um controlo efetivo sobre a sua função reprodutora, além de muitos desses métodos serem de suma importância na prevenção de doenças sexualmente transmissíveis.


Os métodos conhecidos aliados ao correto planeamento familiar permitem hoje em dia à mulher e ao homem mais qualidade de vida e mais saúde.
Quando se fala de contraceção, fala-se de evitar uma gravidez indesejada,  desde métodos populares , métodos de ritmo (calendário ou temperatura), métodos químicos (espermicidas), métodos mecânicos (diafragma, preservativo) ou métodos mais recentes como os hormonais ( pílula ). 
Além destes existem métodos irreversíveis como laqueação ou a vasectomia...
Sabiam por exemplo que no ano 1000 a.C já eram utilizados preservativos fabricados a partir do linho?
Mas há sempre a possibilidade de uma falha, e por vezes as falhas na contraceção têm consequências imprevisíveis...


É o caso de Oeiras, o concelho de Portugal com o salário médio mais elevado, com um dos níveis de habilitações literárias mais elevados... e vão falhar com nos métodos contracetivos...já pensaram se eles começam a reproduzir-se? 

Sem comentários:

Enviar um comentário