domingo, 7 de janeiro de 2018

Feliz és tu Azeredo...

Sendo este um blog de má língua, é de todo necessário que de vez em quando se reze...
Do Evangelho de S. João:
"Ao anoitecer daquele dia, o primeiro da semana, estando fechadas as portas do lugar onde os discípulos se encontravam, com medo das autoridades judaicas, veio Jesus, pôs-se no meio deles e disse-lhes: «A paz esteja convosco!» Dito isto, mostrou-lhes as mãos e o peito. Os discípulos encheram-se de alegria por verem o Senhor. E Ele voltou a dizer-lhes: «A paz seja convosco! Assim como o Pai me enviou, também Eu vos envio a vós.» Em seguida, soprou sobre eles e disse-lhes: «Recebei o Espírito Santo. Àqueles a quem perdoardes os pecados, ficarão perdoados; àqueles a quem os retiverdes, ficarão retidos.»
Tomé, um dos Doze, a quem chamavam o Gémeo, não estava com eles quando Jesus veio. Diziam-lhe os outros discípulos: «Vimos o Senhor!» Mas ele respondeu-lhes: «Se eu não vir o sinal dos pregos nas suas mãos e não meter o meu dedo nesse sinal dos pregos e a minha mão no seu peito, não acredito.»
Oito dias depois, estavam os discípulos outra vez dentro de casa e Tomé com eles. Estando as portas fechadas, Jesus veio, pôs-se no meio deles e disse: «A paz seja convosco!» Depois, disse a Tomé: «Olha as minhas mãos: chega cá o teu dedo! Estende a tua mão e põe-na no meu peito. E não sejas incrédulo, mas fiel.» Tomé respondeu-lhe: «Meu Senhor e meu Deus!» Disse-lhe Jesus: «Porque me viste, acreditaste. Felizes os que crêem sem terem visto!»"
Daí o adágio popular : "ser como Tomé, ver para crer" !
No entanto, diariamente somos confrontados com manifestações de Fé incondicional.

Ainda no dia de ontem tivemos um desses exemplos na entrevista do Ministro da Defesa Nacional ao Diário de Notícias e à TSF.
A propósito do furto de material de guerra em Tancos disse o governante : "Não sei se alguém entrou em Tancos. No limite, pode não ter havido furto."
Sobre os LAW (Light Anti-Tank Weapon), referidos pelo entrevistador como mísseis anti-carro, disse. "isso é uma expressão demasiado espetacular...parece que estamos a falar de filmes do Rambo."
E finalmente quanto ao estar ou não convencido do furto, respondeu: "Dou-lhe a minha palavra de honra: não estou nem deixo de estar convencido, só sei que desapareceu. Tenho de presumir, por bom senso e porque não sou dado a teorias da conspiração, que desapareceu algures antes de 28 de Junho quando eu tomei conhecimento."
É caso para pensar que Tomé até seria um bom ministro...Mas como não o é, teremos que admitir : Feliz és tu Azeredo, porque crê sem nunca ter visto!

Sem comentários:

Enviar um comentário