segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Evolução ou regressão?

Estamos em 2017, os macacos ou Adão e Eva, conforme os gostos, estão lá atrás na história da humanidade.
Mas seremos nós a versão mais evoluída dos humanos?
Medicina, ciência, tecnologia, conforto e quase tudo no mundo nos faz pensar que somos o top da espécie.
Mas será que tudo evoluiu ou regrediu?
Por exemplo na política? Evoluiu-se ou regrediu-se?
Muitos de nós pensamos que os políticos de hoje não servem o interesse comum, servindo apenas o seu interesse. 
São inúmeros os casos em que a astucia dos políticos os leva a encher os bolsos à custa dos contribuintes.
Obras públicas, por exemplo, alguém já ouviu falar de alguma obra pública em que não haja um buraco? 


A "Casa da Música" no Porto é talvez o ex-libris dos buracos.
Com a conclusão prevista para 2001 para a "Capital Europeia da Cultura", apenas foi concluída em 2004.
De um custo previsto de 33 milhões de euros atingiu um custo final de 111,2 milhões de euros!


Mas nem tudo é mau: além de ser um ícone da cidade do Porto, o buraco na "Casa da Música" foi descoberto mesmo antes da conclusão da obra!
E os políticos de antigamente, eram rigorosos? Construíam sem buracos? 


Talvez não, mas em astúcia batiam os políticos atuais em qualquer obra!
A Grande Pirâmide de Gizê foi construída cerca de 2560 anos antes de Cristo no reinado de Quéops, tem um buraco do tamanho do avião...que apenas foi descoberto em 2017 com recurso a raio X!
Por isso caros políticos, ou estudam e aprendem com os faraós ou comecem a ser  honestos porque os vossos buracos são fáceis de detetar!

Sem comentários:

Enviar um comentário